.

.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Telexfree: 2 milhões de pessoas esperam há três anos pelo dinheiro

segunda-feira, 20 de junho de 2016 - by Tenente Noticias 0

Pessoas que perderam tudo, que tiveram que adiar planos, que foram demitidas, que sofreram ameaças de morte. A história da Telexfree esconde dramas que vão muito além do crime de pirâmide financeira a qual a empresa é acusada. São casos de ódio, de violência, de amizades rompidas, de laços familiares afetados pelas dívidas e de igrejas rachadas por causa do negócio, que pode ser o maior caso de fraude envolvendo marketing multinível do mundo.
Há exatos três anos, dois milhões de brasileiros que depositaram esperança em um alto retorno financeiro ficaram sem chão quando a empresa foi impedida de continuar a operar e teve os bens bloqueados pela Justiça do Acre. Desde então, os afiliados da rede estão à espera de uma definição sobre o dinheiro que aplicaram no negócio. Muitos não acreditam mais que vão recuperar suas economias.
Segundo o promotor de Justiça do Acre, Marco Aurélio Ribeiro, responsável pela ação civil pública contra a Telexfree, na lista de prejudicados estão pessoas que investiram até R$ 500 mil, que venderam casas, carros e até pegaram empréstimos com a expectativa de ver o dinheiro multiplicar. Definição sobre divulgadores pode levar mais de 10 anos
Embora em outubro do ano passado, a Justiça do Acre tenha obrigado a Telexfree a devolver o dinheiro aos divulgadores, a sentença que ainda condenou a empresa por pirâmide financeira encontra vários empecilhos para ser cumprida. Além dos recursos que tramitam em instâncias superiores, a Telexfree e os donos são alvo de outras medidas de bloqueio de bens, decisões tomadas pela Justiça Federal no Espírito Santo, em processos cautelares criminais e na área tributária.
Divulgadores e União disputam R$ 700 milhões em dinheiro, depositados em contas judiciais, além de recursos milionários que foram aplicados em renda fixa e em fundos de pensão. Estão sequestrados ainda bens, como carros e imóveis. A Procuradoria da Fazenda, em Vitória, já conseguiu penhorar parte das propriedades e aguarda a tramitação de recursos na Receita Federalpara cobrar o restante. Estima-se dívida de R$ 3,5 bilhões em PIS/Cofins, FGTS, INSS, Imposto de Renda e tributos sobre o lucro.
O caso pode demorar dez anos ou até mais para se desenrolar como aconteceu com a Avestruz Master, empresa semelhante à Telexfree, que depois de ter sido fechada em 2004, até hoje não pagou aos associados.
O promotor de Justiça Marco Aurélio Ribeiro diz que o processo da Telexfree é complexo, mas afirma que os divulgadores podem buscar a Justiça em seus municípios para liquidar a sentença e esperar pelo resultado. “Ainda que as pessoas não entendam, o bloqueio foi uma forma de protegê-las. Em outras pirâmides recentes, os donos sumiram com o dinheiro e ainda fugiram para outros países”.

Fonte: G1

Tags:
Tenente Noticias

Seu Portal de Noticias! ..

0 comentários:

.

.
© 2013 Tenente Noticias. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9